Marketing Digital para Indústrias: dicas essenciais

A presença digital de uma indústria tornou-se algo excepcionalmente importante para alavancar os resultados em todos os sentidos, desde a divulgação dos seus produtos/serviços até o relacionamento com seus clientes, em outras palavras, o universo online passou a ser o caminho de todas as buscas.

Quer uma pizza, vai no Google que ele te mostra onde tem. Quer uma roupa bacana? Pode deixar que as redes sociais darão conta de te chamar a atenção para várias opções. Seu celular quebrou? Lá estão várias dicas de lojas ao lado de sua casa ou trabalho e que você sequer sabia que existiam tão pertinho. O mesmo acontece para a contratação de um serviço, de um projeto de uma peça ou de um produto que a sua indústria ofereça. A internet está aí por todos os cantos.

Agora, pra deixar uma pulguinha atrás da sua orelha, uma provocação: já parou para pensar que, neste exato momento, um cliente potencial seu pode estar procurando na internet serviços que você oferece e não te achar? Se você não estiver presente nesse universo virtual, será que, ainda assim, ele vai atrás de você ou se encantará com um concorrente que tem tudo ali, prontinho, mastigado para ele saber com quem contar? Não precisa nem responder, creio que entendeu a relevância de estar presente no meio digital, não é mesmo?

Importante entender que essa presença se faz de várias formas, em plataformas e mídias diversas. O ideal é ver em quais delas vale a pena aparecer, para isso, imprescindível saber quem é seu público, onde ele está e como atrai-lo digitalmente.

Veja aqui algumas possibilidades de investidas no MKT Digital:

Em qual rede social investir?

Não há uma resposta correta para esta pergunta. Tudo vai depender de qual é o objetivo e público que você pretende alcançar. Mas vale destacar que o Instagram e o Facebook são as redes mais populares e as que geram grande alcance, principalmente se bem trabalhadas. Elas funcionam tanto para um contexto B2C (Business to Consumer), que trata de negociações diretas entre empresas e consumidores, como B2B (Business to Business), em que a comunicação é direcionada às empresas.

Se o contexto é mais voltado ao B2B, o LinkedIn também pode ser uma mídia interessante. Nele você também pode estreitar uma relação maior com profissionais atuantes no seu mercado, servindo inclusive como recurso de captação de colaboradores.

Mas lembre-se que o mais importante é descobrir onde o seu público está para depois disso partir para a ação.

Olha que curioso: uma das redes antes vistas como algo voltado para o público mais jovem já tem conquistado mais gente pelo seu formato e modo diferente de dialogar com as pessoas. Trata-se do Tik Tok. Tem muitas marcas, inclusive indústrias, gerando excelentes conteúdos nessa mídia. Aí vai da criatividade de cada um e, claro, de ver se o seu público também está nessa rede. Se estiver, bora desenvolver uma boa estratégia e não ficar só na dancinha.

Veja algumas dicas essenciais:

1. SEO e Marketing de Conteúdo

É muito importante investir em SEO, isso faz com que seu site seja melhor ranqueado nos sites de busca, por exemplo no Google. Para uma boa estratégia, é necessário conteúdo, para isso desenvolva um blog no seu site e poste conteúdos relevantes. Contrate uma agência digital competente para esta função, já que esse trabalho vai muito além de colocar um bom texto. Existem palavras-chave que podem fazer toda a diferença e te colocar em destaque, bem como outras ações que necessitam de conhecimento técnico em TI pra deixar esse job redondinho, nesses casos, com certeza uma agência estará apta para esse fim.

2. Oportunidades

Está aí algo que você deve investir, oportunidades! Hoje em dia a internet disponibiliza várias ferramentas que podem te auxiliar a buscar informações relevantes para que a sua empresa alcance o seu público-alvo.

Para isso é importante estar atento a tudo o que ocorre ao seu redor virtual, ver o que a sua concorrência faz e, principalmente, o que ela ainda não fez e que você pode sair na frente.

Um bom exemplo disso foi o início da pandemia: algumas indústrias que já tinham um olhar digital sobressaíram comparadas às demais. Foi o momento oportuno de trabalhar cada vez mais no universo digital.

3. E-commerce

Possuir um e-commerce para indústrias pode aumentar o valor agregado, assim não dependendo somente de revendas. Ele faz com que seus clientes conheçam mais os seus produtos.

4. Marketing Digital

Construir a sua presença e marca online é fundamental e esse é justamente o tema central do nosso papo de hoje. E tudo isso está ligado ao marketing digital, que engloba uma série de ações, estratégias, ferramentas e profissionais capacitados a desenvolver um bom trabalho.

Se você ainda não possui um site, inicie essa empreitada o quanto antes, aliás, esse é um dos pontos iniciais para uma investida digital.

Aqui vale destacar também a importância de esse site ser responsivo, assim ele se adapta ao visor do celular e tablets, fazendo com que a pessoa consiga ler o seu conteúdo sem ter precisar fazer malabarismos com a tela, afinal, hoje em dia é pelo celular onde mais acessamos tudo. 

Então, ainda não tem um site, corra, porque estamos em 2022, não há nenhum argumento que justifique essa ausência virtual.

5. Invista no Google

Como já citamos no início desse texto, qualquer coisa que você precisar, esse cara, o Google, te ajuda a achar. Mas isso não é feito de graça, ele não é tão bonzinho assim. Aparece mais aquele que investe nele, no chamado Google Ads. E embora haja a necessidade de pagar por isso, ou seja, dar uma grana para estar em evidência, vale a pena, sabe por quê? Porque já está mais do que comprovado que ninguém passa das primeiras páginas para fazer uma busca. Então, quer aparecer para quem realmente está a sua procura? Invista.

Outra informação importante. Vale destacar que o resultado torna-se muito, mas muito mais satisfatório se a investida também for em profissionais que sabem lidar perfeitamente com esse trabalho, ao contrário você pode apenas jogar dinheiro fora, ou melhor, no bolso dos acionistas do Google.

Veja 6 passos para um bom planejamento de marketing industrial

1. Defina seus objetivos
Pontue o que sua indústria quer atingir e em qual período.

2. Analise o mercado e o público-alvo
É necessário saber com quem se está concorrendo. Estude a concorrência e o seu target.

3. Planeje
É no planejamento estratégico que será possível definir as ações que alcançará os seus objetivos. Elas devem ser voltadas para aumentar o alcance e visibilidade de seu produto/ serviço.

4. Coloque em prática
Um planejamento estratégico de Marketing Industrial só faz sentido quando é executado. Depois de definidos os objetivos, hora de traçar as ações para iniciar essa execução. Importante considerar que para isso deve-se ter uma equipe capacitada. Produza campanhas eficientes, com conteúdo relevante e que causem uma ótima impressão.

5. Acompanhe os resultados
Com esse acompanhamento, será possível avaliar se as estratégias estão tendo sucesso ou se precisam de mudanças.

6. Contrate uma agência de Comunicação e MKT

Para planejar e realizar as estratégias de comunicação é importante contar com profissionais especializados que enxerguem totalmente a personalidade de sua marca e como o público a vê.

Por mais que a sua equipe conte com colaboradores que possam conhecer bem sua indústria, muitas vezes, a análise de alguém de fora poderá ser mais técnica no que se refere ao diagnóstico das dores do seu potencial cliente, bem como de um melhor entendimento das virtudes relacionadas ao seu negócio.

Desta maneira, a contratação de uma agência de comunicação torna-se imprescindível para ajudar no crescimento de sua empresa, na conquista de novos públicos, na manutenção dos atuais ou, até mesmo, no reposicionamento de sua marca. Quer saber mais sobre o funcionamento de uma agência de marketing digital para a sua indústria? Fale agora mesmo com a gente.

(Imagens: Freepik)

    Deixe um comentário

    Open chat