7 dicas para aumentar suas vendas online na Black Friday

O comércio está reaquecendo novamente, e as vendas digitais, que ganharam forças nesse período de pandemia, tendem a crescer mais ainda, principalmente agora com a Black Friday, que tem data marcada para ocorrer no dia 27 de novembro.

A estimativa é que 72% dos brasileiros pretendem fazer compras durante esse evento, e desses, 58% optarão pelos recursos online, segundo pesquisa da Méliuz, empresa de tecnologia que oferece cashback aos consumidores e soluções digitais para marketplace e serviços financeiros

Aí entra a nossa pergunta: você está preparado para a Black Friday?

Como deu para ver, essa é uma excelente oportunidade para alavancar seus negócios, principalmente no meio online.

Bora, então, fazer acontecer e colocar isso em prática? Veja sete dicas que a pontoZap separou aqui para você aproveitar a Black Friday para bombar suas vendas digitais:

1) Faça campanhas de e-mail marketing

Como está a sua comunicação com quem já é cliente cadastrado na sua empresa/loja?  Essa é a hora de fortalecer esse laço e informar quem já adquire seus produtos ou demonstrou algum interesse que você terá muitas ofertas para a data. Então, primeiro passo: aproveite a ocasião para enviar um e-mail. Nele, crie um assunto atraente, afinal, isso define se as pessoas abrirão ou não a mensagem. Programe este e-mail para enviar o quanto antes, no momento em que os concorrentes ainda estão distraídos. Afinal de contas, parece que está longe, mas o tempo voa, não é mesmo?

2) Analise seus concorrentes

Em primeiro momento, quando se pensa em Black Friday, o que mais conta é o valor ofertado. Se você oferecer um produto com um preço desproporcional ao atual mercado, as chances de compra serão baixas.

Por isso, para não ter erro, pesquise a sua concorrência e planeje as melhores ações, tendo como base também essas informações.

Mas vá com calma, pois oferecer um preço muito inferior não é uma prática recomendada. Dê descontos reais que sejam vantajosos tanto para o cliente quanto para você, até mesmo porque, como diz a fala popular “ quando a esmola é demais o santo desconfia”.

3) Foque no engajamento das mídias sociais

Acho que não é necessário colocar aqui o quanto se tornou imprescindível o trabalho nas redes sociais. Como já dissemos, elas vieram para ficar e estão ganhando cada vez mais espaço. As mídias servem para estabelecer uma relação maior com os seguidores e, porque não, para vender também, não é mesmo? Então, a dica é clara, foque no engajamento do seu público, principalmente no Facebook e Instagram, que são as mais utilizadas pelos consumidores.

Publique conteúdos que atraiam o público e, ao invés de postar as ofertas somente na semana da data promocional, insira também nas anteriores para que um possível interessado já comece a se planejar para essa compra. E, claro, percebeu um interesse, um engajamento, mantenha-se conectado com esse perfil. Faça-o lembrar de você, mas cuidado para não ser tão invasivo.

4) Seja transparente

Na verdade, essa não deveria nem ser uma dica e sim uma regra. Preze pela transparência, não suba antes o preço de um produto para depois aplicar o desconto. Esse tipo de atitude só afeta negativamente a imagem da sua marca. Faça promoções reais. Se planejar direitinho tudo dará certo.

O que você pode fazer para chamar a atenção é oferecer excelentes descontos em peças e produtos de baixa demanda. Essa pode ser uma boa forma de chamar a atenção, mas nada de metade do dobro, pelo amor de Deus.

5) Tenha um site com uma boa estrutura

Não adianta investir em marketing digital, anúncios e campanhas, se o seu site não estiver bem estruturado. Fique atento a isso, pois ele pode cair, apresentar problemas, estar lento e essa se tornar uma péssima experiência ao usuário – muitos se frustram e não voltam mais.

Aliás, um adendo: muita gente investe em Google Ads e SEO, mas nada adianta tamanho investimento se na hora H em que a pessoa for ao seu site esse travar, não ter a estrutura esperada, enfim.

A exemplo disso, uma das principais reclamações feitas no site Reclame Aqui sobre a Black Friday é a insatisfação dos consumidores no momento de finalizar a compra. Então, já sabe, reveja com a sua equipe de TI se o seu site está alinhado a sua expectativa.

Nesse caso, a dica é fazer diagnóstico completo da sua loja virtual antes da Black Friday. Dessa forma,  será possível identificar e corrigir erros que podem impactar as vendas.

6) Tenha um blog atualizado

Já que estamos falando de site, hoje em dia tornou-se imprescindível ter um espaço de blog para colocar conteúdos atrativos e interessantes direcionados ao seu público. Um texto bem feito, alinhado a um trabalho de SEO pode colocar essa informação em destaque frente a sua concorrência. E olha que assunto não falta para nenhuma área, basta usar a criatividade, uma linguagem adequada e manter sempre o propósito da marca em evidência.

7) Adicione um cronômetro de contagem regressiva

Você sabia que a taxa de abandono do carrinho de compra no e-commerce é de 82% no Brasil, de acordo com os dados do E-commerce Radar?

Os consumidores podem ser muito indecisos. Na maioria das vezes, eles gostam de comparar o preço com os concorrentes antes de clicar no botão de compra. Por isso, incluir um cronômetro de contagem regressiva nas ofertas pode motivar os clientes a decidir rapidamente, pois indica que  aquele determinado produto está acabando.

Bom é isso. Agora, é planejar tudinho para bombar na Black Friday!

E se precisar melhorar suas redes sociais ou em seu site, fale com a gente, estamos aqui para te ajudar.

  • MKT
  • 8 de outubro de 2020

    Deixe um comentário

    Open chat