Storytelling: ferramenta de grandes marcas que pode ser aplicada nas pequenas também

Já percebeu o quanto um bom filme te prende do início ao fim? Ele tem um enredo, um roteiro, um conflito, personagens e uma história que te faz assistir até o final. Sabia que isso também acontece em ações de marketing? Sim. Muitas marcas perceberam que narrar histórias, sejam elas fictícias ou não, atraem o público.

A exemplo disso, podemos citar um comercial da Audi no lançamento do carro Audi A8 V10 Plus (2016), com uma emocionante narrativa sobre um astronauta aposentado, membro da equipe da missão do Apollo que levou o primeiro homem à lua. No filme, ele se vê cabisbaixo por sentir-se inativo ao assistir uma nova viagem espacial pela TV. Ao se deparar com a tristeza do pai, seu filho o leva para dar um passeio, convidando-o a pilotar o automóvel. Tamanha foi a emoção do senhor que o fez relembrar sua época de ativa, pilotando o foguete. A peça teve excelente repercussão pela forma como a história foi apresentada.

O nome disso é storytelling e é exatamente sobre isso que vamos falar aqui.

Storytelling vem do inglês e significa “contação de histórias”. É a técnica de contar histórias utilizando recursos audiovisuais, além das palavras, para assim transmitir uma mensagem de forma inesquecível. Na maioria das vezes esse trabalho se faz em formato de vídeo, mas também é possível fazê-lo utilizando-se somente com texto, áudio, enfim, isso vai de acordo com as ferramentas que se têm para desenvolver o trabalho.

Essa habilidade ajuda a promover sua marca e vender seus produtos ou serviços de forma indireta com persuasão, geralmente com apelo emotivo.

Ele é utilizado com frequência no marketing e geralmente têm personagem, ambiente, conflito e uma mensagem, exatamente como o exemplo do filme citado, e que se você ainda não assistiu, vale a pena assistir.

Esses elementos todos ajudam a criar uma aproximação e identificação muito maior com o ouvinte, o expectador, leitor, que passa a ter um interesse maior pela narrativa.  

E não pense você que precisa de uma produção cinematográfica hollywoodiana para atrair seu público contando uma boa história. Com criatividade e o mínimo de recursos necessários é possível chamar a atenção de um modo bem atrativo e agradável. E o melhor, isso não cabe apenas aos grandes, já que pequenas e médias marcas podem adotar essa prática também. Agências de comunicação e marketing digital têm expertise nessas ações – se esse tipo de narrativa te interessa, pode falar com a pontozap, por exemplo.

Qual o objetivo do storytelling?

Causar um envolvimento com o conteúdo da ação que está sendo realizada pela marca é um dos principais objetivos do storytelling.

Em vendas, por exemplo, o storytelling pode ser usado para criar anúncios que despertem o interesse do cliente, mexam com o emocional e acabem incentivando-o a descobrir mais sobre o seu produto e/ou serviço.

Se a ideia é fortalecer o branding, nada melhor do que uma boa narrativa para chegar ao resultado esperado, como já citado, o storytelling aproxima, identifica, promove empatia e ligação direta com a marca.

Como aplicar o storytelling no marketing?

Para criar um bom storytelling e que gere resultados, primeiramente é preciso considerar os seus principais elementos:

. Criação de um personagem

. Ambiente adequado, no caso de filme

. Elaboração de um roteiro

. Determinação da mensagem a ser transmitida (o que você quer passar nessa narrativa)

. Definição do público-alvo

Concorrência

Quando uma marca precisa se destacar com um produto ou serviço em meio a um mundo de concorrentes com diversas opções, é fundamental ir além de suas características físicas e descritivas.  Somente isso pode não chamar sua atenção e muito menos convencer – mais um bom motivo de se trabalhar essa técnica tão persuasiva.

Destaca-se quem for capaz de apresentar seu produto junto a uma narrativa coerente, que chame atenção do consumidor e proporcione uma experiência única a ele – e o storytelling está aí para viabilizar esse diferencial.

O  storytelling pode ser aplicado nos mais variados formatos, como:

. Histórias em vídeo

. Histórias contadas meio de fotografias sequenciais

. Anúncios publicitários

. Post em redes sociais

. Texto de blog

. Produção de podcasts

Bora se aproximar cada vez mais do seu público de forma atrativa, interessante e envolvente? Está aí mais uma ferramenta para você trabalhar. Não sabe como começar? Fale com a gente agora mesmo, será um prazer contar boas histórias com você.

(Imagem: Freepik)

    Deixe um comentário

    Open chat