Por que vale a pena investir em site e-commerce?

A relação entre os clientes e o consumo mudou consideravelmente nos últimos meses. Isso é um fato. Para se ter uma ideia, no ano passado os acessos via e-commerce totalizaram cerca de 20 bilhões nas maiores lojas virtuais do país, de acordo com o Relatório Setores do E-commerce no Brasil.

 Só isso já aponta que existe um caminho sem volta na forma de se comercializar, que é a venda online, crescente nessa pandemia e que, segundo estudos, tende a crescer cada vez mais. A explicação para isso é que algumas lojas migraram do físico para as vendas através da internet e outras fortaleceram suas estratégias, passando a atuar de modo híbrido, com vendas on-line e offline.

Segundo o relatório, a análise foi feita com 200 dos maiores sites do país em setores diferentes, sendo que o que obteve maior crescimento foi o de comidas e bebidas, seguido de moda e acessório, com e o setor de Pet. A área da saúde também ganhou um salto nas vendas online na comercialização em e-commerce de farmácias. Os eletrônicos também evoluíram nessa modalidade, além do segmento de casa e construção.

Outro dado importante: quem atua na comercialização via marketplace obteve grandes retornos.

Deu para notar que as ações de marketing relacionadas às vendas digitais ganharam destaque, o que mostra que ter uma loja virtual não é mais uma questão de tendência ou “futuro”, como algumas pessoas ainda entendem ser. É o presente, a realidade, o fato – e quem não se moldar ficará para trás.

Há quem acredite que ter um e-commerce é recurso só para os grandes. Engana-se quem pensa assim: pequenos comércios também podem se beneficiar inserindo um site e e-commerce em seus negócios.

A hora é agora.

(Imagem: Freepik)

    Deixe um comentário

    Open chat